Desafiar Estereótipos

“Desafiar Estereótipos” é o nome do projeto pedagógico de promoção da Igualdade de Género desenvolvido pela empresa Betweien em parceira com a cantora portuguesa Ana Bacalhau.

“Desafiar Estereótipos” é um projeto direcionado para a comunidade escolar, em particular para os/as alunos/as do 3.º ciclo do Ensino Básico e Ensino Secundário, que explora, para uma melhor compreensão da temática geral, os diversos contextos de vida, onde a discriminação em função do género acontece, nomeadamente na conciliação entre a vida pessoal, familiar e profissional, nos contextos de Poder e de Tomada de Decisão e em casos de Violência de Género.  Através de um livro, de uma performance teatral ou peça de teatro e de temas musicados pela Ana Bacalhau, tendo como ponto de partida o conteúdo do livro, os jovens poderão refletir e debater sobre diversos conceitos associados ao tema da Igualdade: Estereótipos de género, Usos do Tempo, Papéis de Género, Androcentrismo, Empoderamento, Capacitação, Assédio Sexual, entre outros.

O livro, para além de três histórias ficcionadas sobre a Igualdade de Género inclui, também, capítulos com enquadramento conceptual, exercícios, dados estatísticos e links e contactos úteis.

Todas as instituições que trabalhem com o público-alvo do projeto poderão receber a apresentação do mesmo, tendo sempre incluídas uma performance teatral e uma performance musical da Ana Bacalhau com os temas que compôs para este projeto.

O projeto "Desafiar" Estereótipos beneficia de uma parceria estratégica com a Plataforma Portuguesa para os  Direitos das Mulheres, que garante a qualidade técnica dos conteúdos explorados.

Ana bacalhau

Ana Bacalhau nasceu em 1978.

Quando era criança, sonhava ser professora de Português e Inglês. Por isso, conforme planeado, seguiu os seus estudos nesta área. No entanto, as aulas de guitarra, que tanto pedira aos pais, fizeram com que descobrisse a sua voz e uma vontade de fazer música, que nunca mais a largou.

Fundou a sua primeira banda, “Lupanar”, em 2001, em parceria com Gonçalo Tocha e Dídio Pestana. Fazer música em Português, explorar sons, palavras e géneros musicais sem constrangimentos ou barreiras era o objetivo do grupo.

Foi na “Lupanar” que conheceu Zé Pedro Leitão, contrabaixista, com quem formou, em 2005, o trio de “Jazz Tricotismo”, onde exploraram em conjunto o seu gosto pelo Jazz e Blues.

A banda “Deolinda” foi fundada em 2006 e com ela o desejo de viver em exclusivo da música torna-se realidade. Desde então, tem calcorreado o mundo com as palavras e sons da banda.

Pelo caminho, partilhou a voz e o palco com outros músicos, como Gaiteiros de Lisboa, Sérgio Godinho, Xutos & Pontapés, António Chainho, Pedro Abrunhosa, Ana Moura.

Em 2013, recebeu o convite para participar numa canção promovida pela ONU, “One Woman”, de entre um lote de 25 cantoras, onde se incluem Concha Buika, Bebel Gilberto e Rokia Traoré. A canção pretende alertar para a defesa dos direitos das mulheres.

Estreou-se em palco a solo, em dezembro de 2013, com o projeto “15”, cantando algumas das canções que mais a marcaram desde os 15 anos de idade.

Desde novembro de 2011, é cronista da revista Notícias Magazine, onde cumpre semanalmente um dos seus gostos de criança: escrever.

Em 2017, lançou o seu primeiro álbum a solo, "Nome Próprio", ", cujos singles de apresentação “Ciúme” e “Leve Como Uma Pena”, foram escritos, respetivamente, por Miguel Araújo e Jorge Cruz.

Paralelamente, tem ainda integrado projetos como a interpretação de um tema na banda sonora da série de Nuno Markl, “1986” ou dando voz, na versão portuguesa, a uma das personagens de “Smallfoot – Uma Aventura Gelada”.

O seu envolvimento em “Desafiar Estereótipos” reforça o seu ativismo em prol da Igualdade de Género.

Betweien, Lda.

Logo BTW.png

A Betweien é uma empresa especializada na conceção, desenvolvimento, implementação e implantação de projetos e conteúdos educativos. Com estatuto de Spinoff da Universidade do Minho, tem centrado a sua atividade em áreas tão distintas e transversais como são a Educação Empreendedora, o Bullying Escolar, a Violência no Namoro, a Educação Ambiental e a Educação para Hábitos de Vida e Alimentação saudáveis.

O projeto pedagógico “Desafiar Estereótipos” é o resultado de várias experiências de implementação de projetos e participação em ações de Educação para a Igualdade de Género.

© 2018 Betweien, Lda.

  • Grey Facebook Icon
  • Grey Instagram Icon